Métricas

Métricas: 10 indicadores para analisar no seu e-commerce

Última atualização: 13/09/2021

Se você não mede, como sabe que o seu negócio está dando certo? Com isso em mente, é fundamental dedicar um tempo para analisar as principais métricas de vendas.

Métricas

Antes de começar, é importante ter bem claro o que são métricas e o que são KPIs.

Qual a diferença entre métrica e KPI?

As métricas são uma forma de medir os resultados dos diversos setores da empresa em relação à estratégia proposta ou uma ação pontual. Ao defini-las, você terá dados suficientes para saber se o que foi proposto está trazendo retorno. 

O KPI (Key Performance Indicator) é um indicador de desempenho. Com ele, você obterá o resultado calculado com base nos dados coletados pelas métricas. Um KPI pode ser um número ou uma porcentagem.

Ou seja, o KPI serve como um indicador importante para o seu negócio. Enquanto a métrica é somente algo a ser medido. Quando a métrica se torna essencial para o seu objetivo, ela se converte em um indicador.  

Quais as principais métricas do e-commerce

Existem inúmeros indicadores que pode usar no seu negócio, mas separamos os 10 principais para analisar no seu e-commerce: 

1. Sessões (visitas)

Se ninguém acessar o seu site, você não terá nenhuma compra. Para saber isso, é importante acompanhar as sessões (visitas) diariamente. 

Uma sessão é o conjunto de ações que o usuário faz dentro do seu site. 

  • Se o usuário não fizer nada dentro do seu site durante 30 minutos, ou seja, não clicar em nenhuma página, a sessão é finalizada.
  • Se o usuário acessou o seu site, saiu e voltou depois de 30 minutos, são contabilizadas duas sessões.
  • Se o usuário acessou o seu site, saiu e voltou dentro dos 30 minutos, a sessão se mantém a mesma.
  • Se o usuário continuar navegando no seu site por mais de 30 minutos (realizando alguma ação), a sessão continua a mesma.

Se as sessões (visitas) aumentaram mais do que o normal, busque entender qual foi o motivo. Pode ser uma promoção, mudança na estratégia, acaso etc.

Uma sugestão é segmentar as visitas por origem de canal: orgânico, anúncio, mídias sociais, e-mail. Assim, você poderá identificar de onde vem a maior parte dos seus potenciais clientes e trabalhar melhor essa base.

Essa informação pode ser obtida no Google Analytics. 

2. Taxa de Conversão

Mostra quantos visitantes do seu site estão, de fato, consumindo algum produto. Quanto maior for a sua taxa de conversão, melhor é o seu resultado final. Caso contrário, se ela for baixa, quer dizer que os visitantes não estão comprando.

Para essa métrica é importante identificar a porcentagem de visitantes que efetuaram a compra de um produto.

Para fazer o cálculo:

Taxa de conversão = (nº de visitantes que compraram / nº de visitantes) x 100

3. Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

É a soma do investimento para trazer o cliente até o seu e-commerce dividido pelo número de clientes conquistados em um determinado período. Esse investimento pode ser em marketing ou em vendas.

Quanto menor for o CAC, melhor é a sua estratégia de aquisição de clientes. Já se o custo for maior do que o gasto médio de cada cliente, você está tendo prejuízo e precisa rever a sua estratégia.

Para fazer o cálculo:

CAC = soma do investimento / número de novos clientes 

4. Custo por Clique (CPC)

Caso escolha fazer anúncios pagos, essa é a métrica que precisa analisar. Nesse caso, você paga por cada clique que tiver num determinado anúncio.

Se o seu CPC estiver alto e com baixo retorno, pare e investigue se vale a pena seguir com a campanha. Observe se o anúncio é relevante, se a palavra-chave e a página de destino têm relação com o anúncio. 

Para fazer o cálculo:

CPC = custo total de cliques / nº total de cliques

5. Custo por Aquisição (CPA)

Essa métrica avalia como está o desempenho da sua campanha de marketing ao indicar quanto você teve que gastar para chegar ao resultado desejado. Quanto menor for o custo por aquisição, melhor deve ser o resultado sob o investimento.

Para fazer o cálculo:

CPA = valor investido / número de vendas

Baixe este e-book grátis e veja como criar UTMs e trackear as suas ações de marketing e conteúdo.

6. ROI (Return over Investment)

Se quiser saber qual é o seu retorno sobre o investimento, essa é a métrica que você precisa analisar. Ela é bem simples: serve para identificar se teve retorno em relação ao valor investido em uma ação. 

Para fazer o cálculo:

ROI = (receita – custo) / custo x 100

7. Ticket médio

Representa o valor médio que um determinado cliente gasta no seu e-commerce. O ticket médio ajuda a entender quantos clientes você precisa para bater uma meta e pensar em formas de atrair e fazer com que eles gastem mais.

Para fazer o cálculo:

Ticket médio = soma do valor das vendas / nº de vendas feitas

8. Taxa de abandono de carrinho

Essa métrica ajuda a entender em qual etapa o usuário desistiu da compra. Se a pessoa colocou um produto no carrinho, quer dizer que ela tinha alguma intenção em comprá-lo. Como ela não concretizou, é necessário entender o motivo, um deles pode ser o checkout ou pagamento.

Para fazer o cálculo:

Taxa de abandono de carrinho = (nº de pessoas que colocam produto no carrinho / nº de pessoas que efetuam a compra) x 100

9. Lifetime Value (Valor de Vida do Cliente)

Significa identificar o valor do ciclo de vida do cliente em relação à sua empresa. Essa métrica serve como um termômetro ao analisar a receita gerada de um determinado cliente (retenção) durante todo o tempo que está ativo com consumidor da sua marca (satisfação).

Para fazer o cálculo:

LTV = valor do ticket médio x tempo de retenção dos clientes

10. NPS

É interessante medir essa métrica para saber o quão satisfeitos os seus clientes estão com o seu atendimento. NPS é a sigla para Net Promoter Score. Em uma escala de 0 a 10, você consegue identificar os promotores, detratores e passivos em relação à sua marca.

Para fazer o cálculo:

NPS = % de clientes satisfeitos (promotores) – % de clientes insatisfeitos (detratores) 

Agora chegou a hora de colocar a mão na massa! Analise essas métricas e entenda como está a saúde do seu negócio e quais pontos precisam de atenção especial para vender mais.

 

Aumente suas vendas em 30% no Mercado Livre

Use a Real Trends, a plataforma líder para ser um supervendedor