Como as grandes marcas se preparam para vender no marketplace?

Última atualização: 27/03/2020

Com a forte expansão do e-commerce existe um debate global dentro das grandes marcas sobre se elas devem vender os seus produtos de forma direta nos marketplaces, como Amazon ou Mercado Livre, ou usar outras estratégias de venda.

Muitas já tomaram a decisão de abrir as suas lojas oficiais e estender a sua estratégia D2C (Direct to consumer) para os marketplaces. 

Qual é o caminho mais recomendável? Não existe uma única resposta, mas estes são os principais pontos para analisar:

  • Operar de forma direta em um marketplace pode gerar um conflito com os distribuidores do canal tradicional?
  • Quais são os custos operativos derivados ao operar em um marketplace?
  • A empresa tem pessoas capacitadas para administrar esse novo canal de vendas?
  • Estar presente em um marketplace pode afetar as vendas da plataforma digital própria?
  • Como determinar qual estratégia de vendas digital potencializar?
  • Modelo fulfillment, fornecimento próprio ou fornecimento terceirizado?

Nos próximos artigos aprofundaremos nessas questões.

Convido você a comentar abaixo se acredita que há outros pontos importantes que as grandes marcas devem considerar na hora de começar a vender de forma direta em um marketplace.

Deixe seu comentário